Benefícios da couve: combate a celulite e o mau humor
  • Benefícios da couve: combate a celulite e o mau humor

    Benefícios da couve: combate a celulite e o mau humor

    Share Button

    Ingrediente indispensável da brasileiríssima feijoada e do caldo verde, que herdamos de Portugal, a couve, além de ser barata e fácil de encontrar em todo o país, oferece vários benefícios. E quanto mais os especialistas estudam essa verdura, mais surgem vantagens. Chega a parecer uma bula de remédio: ela é anti-inflamatória e cicatrizante.

    De onde vêm esses poderes? Dos glicosinolatos, fitoquímicos naturais que, por terem ação desintoxicante, estimulam o organismo a se livrar até mesmo das substâncias cancerígenas, além de fortalecer o sistema imunológico.

    Quando você coloca o vegetal no prato, também se serve de uma variedade incrível de vitaminas e minerais que, combinados aos fitoquímicos, favorece a absorção dos outros nutrientes da refeição, especialmente do cálcio. Nesse aspecto, a nutricionista Denise Madi Carreiro, de São Paulo, chega a comparar a folha ao leite materno.

    Denise, que é professora do curso de pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional do Centro Valéria Paschoal, afirma que a couve é um alimento até mais adequado para os ossos que o leite de vaca. “Ela carrega cálcio e magnésio, que trabalham juntos para exercer diversas funções, como formar a massa óssea na proporção adequada”, explica a especialista.

    O leite de vaca tem nove vezes menos magnésio e três vezes mais cálcio do que a proporção necessária. Segundo Denise, isso faz com que o cálcio do leite tenha dificuldade de se fixar no nosso esqueleto. “Pior, ele rouba o magnésio existente no organismo. E, como a maior parte desse mineral fica concentrada dentro do osso, consumir mais cálcio do que magnésio aumenta o risco de perda de massa óssea. Daí para a osteoporose é um pulo”, diz a especialista.

    Outros benefícios
    Os elemento químicos são parceiros em várias outras tarefas: ajudar o corpo a se livrar do acúmulo de gordura, manter a pressão arterial sob controle, regular a ação de hormônios e controlar os movimentos dos músculos – o cálcio contrai a musculatura e o magnésio relaxa. Além disso, o último é fundamental para a formação e funcionamento de todos os neurotransmissores, sem exceção. É por isso que sem ele você se sente desanimada e até mal-humorada.

    Na couve, o magnésio faz parte da clorofila – substância que dá a cor verde à folha e com potencial de renovar as células do nosso organismo. Quer dizer que a verdura tem mais essa vantagem: rejuvenesce. Depois de descobrir todos os poderes dela, a gente fica até com vontade de fazer uma “plantação” em casa.

    Mas como quase ninguém tem espaço nem tempo para isso, BOA FORMA foi atrás de sugestões práticas de consumo para você. Aproveite para colocar a couve mais vezes no seu cardápio.

    Salada crocante

    Ingredientes:

    6 folhas de couve cortadas em tiras fininhas
    1 cenoura média sem casca e ralada
    12 tomates-cereja cortados ao meio
    Azeite de oliva, limão e sal a gosto
    Modo de fazer:
    Coloque os ingredientes numa saladeira e tempere. Sirva em seguida.

    Rende: 4 porções
    Calorias por porção: 41

    Frango oriental com couve

    Ingredientes:

    2 col. (sopa) de azeite de oliva
    1 col. (sopa) de gengibre sem casca cortado em tiras finas
    4 filés de frango cortados em cubos
    4 col. (sopa) de shoyu (molho de soja)
    1 cebola média cortada em rodelas finas
    8 folhas de couve cortada em tiras fininhas
    Modo de fazer:

    Em uma panela, aqueça metade do azeite e doure o gengibre. Retire o gengibre e reserve. Na mesma panela, aqueça o restante do azeite e doure o frango. Junte o shoyu, a cebola e refogue até ficar macia. Acrescente a couve e o gengibre, misture, tampe e desligue o fogo. Mantenha a panela fechada até a couve murchar totalmente. Sirva em seguida.

    Rende: 4 porções
    Calorias por porção: 184

    Suco de couve com laranja e gengibre

    Ingredientes:

    3 folhas de couve rasgadas (bem lavadas e com talos)
    2 laranjas descascadas
    1 pedaço de gengibre sem casca (1 cm)
    Adoçante a gosto
    1 litro de água
    Modo de fazer:

    Corte as laranjas em pedaços, tire as sementes e coloque no liquidificador. Junte a couve, o gengibre, a água e bata bem. Coe, adoce com adoçante e sirva em seguida.

    Rende: 4 porções
    Calorias por porção: 25

    Calorias calculadas pela nutricionista Julyanna Célico, da Clínica Nuclehun, em São José do Rio Preto (SP). No suco de couve, elas foram calculadas por Beto Isaac, dono do restaurante Arabesco, em São Paulo.

    Reserva natural
    As propriedades nutritivas ficam mais preservadas na folha crua. In natura, a couve vai bem em saladas (cortada bem fininha) e em sucos (batida com frutas). Como a verdura amarela rápido – dura três (no máximo quatro) dias na geladeira -, a nutricionista Denise Madi ensina como fazer “polpa” de couve congelada:

    1. Coloque no liquidificador ou na centrífuga um maço inteiro (inclusive os talos) de couve bem lavada e, de preferência, orgânica.

    2. Acrescente um pouco de água filtrada e bata até formar um caldo grosso.

    3. Coe, distribua em fôrmas de gelo e coloque no freezer.

    4. Depois de congelar, proteja a fôrma com filme plástico.

    Use um ou dois cubos de couve congelada por dia para preparar seu suco. Bata ou deixe dissolver no suco de sua preferência (maçã, melão ou maracujá).

    Fonte: Boa Forma

    Share Button