Nervo ciático: dor, causas, sintomas e tratamento - Pilates | RPG | Fisioterapia | Acupuntura | Espaço Físio Pilates +55 11 3681-6256
  • Nervo ciático: dor, causas, sintomas e tratamento

    Nervo ciático: dor, causas, sintomas e tratamento

    A dor no nervo ciático pode ocorrer de repente ou pode se desenvolver gradualmente. Você também pode sentir fraqueza, dormência ou uma sensação de queimação ou formigamento na sua perna, possivelmente até nos dedos dos pés. Menos sintomas comuns podem incluir a incapacidade de dobrar seu joelho ou mover o pé e os dedos dos pés.

    As principais condições que causam dor no nervo ciático são:

    • Um disco herniado ou deslizado que causa pressão sobre uma raiz do nervo. Esta é a causa mais comum da ciática.
    • Síndrome do Piriforme – Isso se desenvolve quando o músculo piriforme, um músculo pequeno que se encontra no fundo das nádegas, torna-se apertado ou sofre espasmos, o que pode pressionar e irritar o nervo ciático.
    • Estenose espinhal – Esta condição resulta do estreitamento do canal espinhal com pressão sobre os nervos.
    • Espondilolistese – Esta é uma derrapagem de uma vértebra de modo que está fora da linha com a que está acima dela, estreitando a abertura através da qual o nervo sai.

    Tratamento

    O objetivo do tratamento é diminuir a dor no nervo ciático e aumentar a mobilidade. O tratamento geralmente inclui descanso limitado (em um colchão firme ou no chão), fisioterapia e uso de medicamentos para tratar dor e inflamação. Um programa de exercícios de fisioterapia personalizado pode ser desenvolvido.

    Medicina – Medicamentos contra dor e anti-inflamatórios ajudam a aliviar a dor e a rigidez, permitindo maior mobilidade e exercício. Existem muitos medicamentos comuns sem receita médica chamados anti-inflamatórios não esteróides (AINEs). Eles incluem aspirina, ibuprofeno (Motrin, Advil) e naproxeno (Naprosyn, Aleve).

    Os relaxantes musculares, como a ciclobenzaprina (Flexeril), podem ser prescritos para aliviar o desconforto associado aos espasmos musculares. Contudo, esses medicamentos podem causar confusão em pessoas mais velhas. Dependendo do nível de dor, medicamentos de dor de prescrição podem ser usados ​​no período inicial de tratamento.

    Fisioterapia – O objetivo da fisioterapia é encontrar movimentos de exercício que diminuam a dor ciática, reduzindo a pressão sobre o nervo. Um programa de exercício geralmente inclui exercícios de alongamento para melhorar a flexibilidade de músculos apertados e exercícios aeróbicos, como a caminhada.

    O terapeuta também pode recomendar exercícios para fortalecer os músculos das costas, abdômen e pernas.

    Injeções espinhais – Uma injeção de um medicamento anti-inflamatório semelhante à cortisona na parte inferior das costas pode ajudar a reduzir o inchaço e a inflamação das raízes nervosas, permitindo maior mobilidade.

    Cirurgia – Cirurgia pode ser necessária para pessoas que não respondem ao tratamento conservador, que têm sintomas progressivos e estão sofrendo dor severa.

    As opções cirúrgicas incluem:

    Microdiscectomia – Este é um procedimento usado para remover fragmentos de uma hérnia de disco.

    Laminectomia – O osso que se curva e cobre a medula espinhal (lâmina) e o tecido que está causando pressão sobre o nervo ciático são removidos.

    Muitas pessoas acreditam que a ioga ou a acupuntura podem melhorar a dor no nervo ciático. A massagem pode ajudar espasmos musculares que geralmente ocorrem junto com ciática. Biofeedback é uma opção para ajudar a controlar a dor e aliviar o estresse, o que pode afetar a sua capacidade de lidar com a dor. Estas são referidas como terapias alternativas.

    Prevenção

    Algumas fontes da dor no nervo ciático não são evitáveis, como doença degenerativa do disco, tensão nas costas devido à gravidez e quedas acidentais.

    Embora possa não ser possível prevenir todos os casos de ciática, você pode tomar medidas para proteger suas costas e reduzir seu risco.

    • Pratique técnicas de elevação adequadas. Levante com as costas retas, levando-se com seus quadris e pernas, e segurando o objeto perto do peito. Use esta técnica para levantar tudo, por mais leve que seja.
    • Evite / pare o tabagismo, o que promove a degeneração do disco.
    • Faça exercícios regularmente para fortalecer os músculos das costas e abdômen, que funcionam para apoiar a coluna vertebral.
    • Use uma boa postura quando sentado, parado e dormindo. Uma boa postura ajuda a aliviar a pressão na parte inferior das costas.
    • Evite ficar sentado por longos períodos.

    Fonte: Fisioterapia.com