fbpx
  • Osteopatia ajuda a aliviar dores e desconfortos na gestação

    Osteopatia ajuda a aliviar dores e desconfortos na gestação

    Inchaço nas pernas, dores nas costas e alterações no funcionamento dos sistemas digestivo e urinário são alguns dos contratempos físicos comuns durante a gravidez. Para aliviá-los pontualmente, é normal e válido recorrer à drenagem linfática e às massagens, por exemplo. Mas, se a ideia for lidar com a origem desses problemas, o ideal é procurar outro tipo de tratamento.

    Atualmente, a osteopatia é uma das indicações da Organização Mundial da Saúde para esse fim. E, por ter sua eficácia comprovada, passou a fazer parte das terapias complementares oferecidas pelo SUS (Sistema Único de Saúde) em março de 2017.

    “O grande diferencial da osteopatia é que ela pensa no paciente, não na patologia, restaurando o funcionamento natural do corpo”, explica o osteopata francês Henri Pelletier, da Natural Global Osteopathy (NGO), no Rio de Janeiro. “No caso da gestante, ela tem necessidades específicas do momento pelo qual está passando. O físico evolui dia a dia e nem sempre os órgãos conseguem acompanhar essas mudanças, o que ocasiona dores. A osteopatia faz o trabalho de colocar todo o corpo no mesmo ritmo”.