fbpx
  • Saiba o que é a tendinite do manguito rotador

    Saiba o que é a tendinite do manguito rotador

    A inflamação de um tendão é denominada de tendinite e é frequente em pessoas que se excedem em movimentos repetitivos, seja na atividade laboral (trabalhadores), seja fazendo alguma atividade física (esportistas).

    A tendinite refere-se à inflamação nos tecidos responsáveis por conectar os músculos aos ossos.

    Pode atingir tendões das mãos, pés, ombros, joelhos, cotovelos e tornozelos. Geralmente ocorre nos casos em que há uma carga ou um esforço repetido do tendão numa intensidade superior a que ele suporta.

    Existem diversos tipos de tendinites, que variam de acordo com local do corpo que foi afetado.

    E a tendinite de manguito rotador?

    A tendinite de manguito rotador é uma lesão nos tendões. O manguito rotador faz parte de quatro músculos do ombro, que ajudam a estabilizá-lo: supraespinhal, infraespinhal, redondo menor e subescapular.

    Se a musculatura do manguito não estiver suficientemente forte, o ombro perde a estabilidade e a articulação fica mais suscetível a sofrer lesões, caso seja submetida a movimentos que trabalham a amplitude, o impacto e a força.

    Quando a tendinite do manguito rotador é diagnosticada, isso significa que os tendões desse grupo muscular ficam inflamados.

    Principais sintomas

    – Dor nos ombros
    – Dor e sensibilidade, especialmente ao tentar alcançar algo acima da cabeça ou nas costas

    – Dificuldade em realizar os movimentos dos ombros
    – Dificuldade de dormir sobre o ombro afetado

    Quais são as principais causas?

    São vários os fatores de risco para o acometimento da tendinite de manguito rotador, mas as principais são:

    – Falta de alongamento muscular, que acaba sobrecarregando o tendão.

    – Movimentos repetitivos, seja em computadores ou aparelhos celulares, gerando a fadiga dos tendões.

    – Desequilíbrio muscular.

    – Fraqueza muscular.

    – Postura inadequada: ombros projetados para frente diminuem o espaço destinado ao deslizamento dos tendões, causando atrito.

    – Faixa etária: com o avanço da idade, a circulação sanguínea dos tendões costuma ficar deficiente.

    – Atividade esportiva em excesso, material ou técnica  inadequada

    – Estresse: podem gerar contraturas musculares e fadiga, prejudicando os tendões.

    Procedimentos fisioterapêuticos mais eficazes

    O tratamento para pacientes com tendinite de manguito rotador tem como foco o alívio da dor e posterior recuperação dos movimentos. As principais medidas a serem tomadas são:

    – Repouso do tendão afetado: após a avaliação de um fisioterapeuta, o paciente pode vir a utilizar tipoia para o ombro. O período de repouso é determinado pelo especialista.

    – Aplicação de gelo e/ou calor para reduzir a inflamação.

    – Sessões de acupuntura, que devem ser alternadas com outras técnicas fisioterapêuticas que incluem ultrassom, laser, terapia miofascial e crioterapia.

    Algumas atitudes podem ser tomadas para evitar que a dor volte. São elas:

    – Correção da postura e melhoria das condições de ergonomia no trabalho

    – Exercícios de alongamento dos músculos envolvidos

    – Fortalecimento muscular

    – Adotar pausas durante atividades cotidianas, seja na academia ou durante o trabalho

    A partir do que foi dito acima, é importante estabelecer uma mudança no estilo de vida para prevenir contra problemas futuros no ombro. Repouso e imobilização do braço são fundamentais nos primeiros dias após a lesão, assim como a aplicação de gelo/calor na área afetada.

    Após a melhora da lesão, manter uma sequência de exercícios e alongamento é fundamental para o fortalecimento do manguito rotador.

    Fonte: http://www.phisiotrainer.com.br/blog/tendinite-do-manguito-rotador/